• Questão 1144

    O preço foi uma das mais revolucionárias criações de todos os tempos. Invenção sem dono. Melhor seria chamá-la de uma evolução darwinista, resultado de milhares de anos de adaptação do ser humano à vida em sociedade: sobreviveu a maneira mais eficiente que o homem encontrou para alocar recursos escassos, no enunciado da definição clássica da ciência econômica. Diariamente tomamos decisões (comprar uma gravata, vender um apartamento, demitir um funcionário, poupar para uma viagem, ter um filho, derrubar ou plantar uma árvore), ponderando custos e benefícios. É a soma dessas ações, feitas no âmbito pessoal, que regula o custo e a disponibilidade de gravatas, apartamentos, funcionários, viagens, filhos ou mesmo árvores.
    Como diz o jornalista americano Eduardo Porter em O preço de todas as coisas, “toda escolha que fazemos é moldada pelo preço das opções que se apresentam diante de nós, pesadas em relação a seus benefícios”. As consequências dessa atitude, mostra Porter, nem sempre são óbvias. Até as formas femininas estão submetidas a uma virtual bolsa de valores, e o que se apresenta como grátis também tem seu preço – sem falar que a dinâmica da fixação de preços pode falhar miseravelmente, como comprovam as bolhas financeiras.
    (Giuliano Guandalini. Veja, 3 de agosto de 2011, com adaptações)

    Invenção sem dono. (primeiro parágrafo)

    A afirmativa acima se justifica pelo fato de que

    A.
    as condições que regulavam as trocas comerciais na antiguidade não permitiam estabelecer valores adequados para os objetos em circulação.
    B.
    a história da humanidade não tem registros a respeito do primeiro grupo social que estabeleceu preços para todas as coisas.
    C.
    o preço das coisas sofreu evolução resultante da necessidade de acomodação do homem às condições da vida em sociedade.
    D.
    os formuladores das doutrinas econômicas que atualmente vigoram no mercado não se preocuparam em identificar os idealizadores da fixação de preços.
    E.
    os poucos recursos à disposição do homem primitivo impediam que houvesse qualquer espécie de transação comercial, o que impossibilitava a fixação de preços.

Discussão (0)

  • Você precisa estar logado para fazer um comentário!

    Login